Publicado por: JotaAntunes | 5 dezembro 2009

Por que os negros brasileiros preferem as loiras?


Fonte: Internet

Por Carlos Cavalcanti

A pergunta: o que pode ser pior do que o racismo, no Brasil?

A resposta: a discriminação da mulher acrescida ao racismo.

Parece que está virando regra: negro bem- sucedido tem sempre uma loira a tiracolo. Não é um problema só nosso. Muito menos de falta de esclarecimento. Basta lembrar de algumas frases do líder negro norte-americano Eldridge Cleaver, em sua autobiografia Alma no Exílio.

“…Não existe amor entre um homem negro e uma mulher negra. Eu, por exemplo, amo as mulheres brancas e odeio as negras. Está dentro de mim, tão profundo que já não tento mais arrancar.”
“Todas as vezes que eu abraço uma mulher negra, estou abraçando a escravidão, e quando envolvo em meus braços uma mulher branca, bem… estou apertando a liberdade.”

O livro foi escrito nos anos 70 e hoje, às portas do Terceiro Milênio, homens negros, no todo ou em parte, concordam com sua análise: “É, sem dúvida, uma comparação interessante, porque o branco representa realmente essa grandeza. Acho que sempre relacionei a mulher negra ao retrocesso”, confessa D.P., administrador de empresas negro, bem-sucedido, quarentão, que só aceitou falar sobre o assunto desde que fosse preservada sua identidade. Motivo? “Não consigo ter um papo-cabeça, inteligente, com a minha mulher. Nunca conversamos sobre isso, apesar de estarmos casados a 22 anos e termos dois filhos.”

D.P. até fez uma reflexão: “Se eu encontrasse uma negra na faculdade, será que eu me casaria com ela?” Ele mesmo responde: “Não. Minha esposa não tem curso superior, é baixa, gorda e tem barriga”. Mas é branca.
“…Não serei livre enquanto não puder ter uma mulher branca em minha cama…”

Esta outra frase do texto de Cleaver bate fundo em D.P. Para ele, essa é a verdade crua, pelo menos no seu caso: “Eu não queria ser do samba, da zona leste, onde nasci. Eu queria um ambiente não negro, e vi na mulher branca a porta de saída para um mundo melhor. Além disso, tinha que mostrar que poderia ter quantas mulheres brancas quisesse. Na juventude, fui rejeitado pela família de muitas namoradas”.

Ana Lúcia Valente, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, pós-doutorada em Antropologia, faz esta avaliação do problema: “Quando o homem negro tem o domínio sobre uma mulher branca ele reafirma sua masculinidade. É a reatualização da prática racista -’eu domino essa branca’”.

O negro Joel Rufino dos Santos, historiador que esteve à frente da Fundação Palmares, do Ministério da Cultura, confessa: “Toda a ânsia de ascensão do negro talvez tenha por objetivo ser o branco, e ele só o alcança – ou julga alcançar – quando enfim possui sexualmente a branca”.

“Com uma loira dessas… ele deve ser muito bom de cama” – À pergunta, feita sem rodeios, por que os homens negros preferem as loiras?, Antônio Campos, diretor do Guia do Círculo Negro, reagiu com indignação: “Como preferem?! Não tem preferência. Não importa se é preta, branca, amarela, japonesa. Se o cara é da periferia e nunca teve acesso a uma mulher clara, existe a curiosidade, o oposto atrai. Mas isso não vale para a totalidade dos homens negros.

Namorar, casar, tem a ver com a química, a paquera, o jeito, o olhar. Eu acho que o emocional não tem cor”.
Outro administrador de empresas, Cleto Peppe, dono do Dorment’s Bar, reforça a idéia: “Não é uma questão de preferência, é uma questão de coincidência”.

O psicólogo negro Sérgio Ferreira da Silva não concorda. Segundo ele, “os homens negros preferem as loiras por medo de perpetuar a raça. Quando você olha o negro, vê o sujo, o piche, o macaco. É o que ele vive quando criança na escola e traz para a vida adulta. Aí, quando ele pensa em casar, sai em busca da mulher branca como objeto de negação da própria cor”.

Cleto Peppe discorda. Para ele, negro que diz sofrer ou ter sofrido preconceito é porque se considera inferior, tem complexo. Um exemplo? Ele próprio. “Todo mundo encara normalmente o fato de eu andar com mulheres brancas”, diz com a maior naturalidade.

A antropóloga Ana Lúcia Valente, em seu livro Ser Negro no Brasil Hoje, da Editora Moderna, lembra uma vez em que, conversando com amigos num bar, viu entrar um casal, ele negro, ela loiríssima: “Imediatamente o bar foi tomado por um silêncio constrangedor. Todas as atenções voltaram-se para esse casal. Passado o primeiro momento, ouvi comentários de mesas próximas:
‘Ele deve ser rico! Senão, não conseguiria sair com uma loira dessas!’
‘Qual o interesse que uma loira pode ter por um negro? Ela deve estar numa pior…’
‘Esse cara deve ser muito bom de cama…’”.

Com 30 anos de praia, como diz, e 46 anos de idade, Antônio Campos também não tem dúvidas quanto à visibilidade negativa que a mulher branca dá ao homem negro: “Quando você está com uma branca do lado, todo mundo quer saber o que ela viu em você”.

“Ela pode ser pobre, feia e gorda. Mas é branca”
No geral, o homem negro não costuma ser seletivo na hora de escolher a mulher branca: pode ser pobre, feia, caindo aos pedaços. “Tenho um amigo que apanha da mulher. Ela faz dele gato-sapato e eu acho que ele aceita tudo só porque ela é branca. Isso é inadmissível. Tem cara que pega o kit completo – filho, dívidas, família… – só para ter uma branca do lado.

Muitos homens negros não vêem nenhuma necessidade de “dourar” a pílula para justificar sua preferência pelas mulheres loiras. O historiador Joel Rufino dos Santos, por exemplo, no livro Atrás do Muro da Noite – Dinâmica das Culturas Afro-brasileiras, da Fundação Palmares, em seu último capítulo, não teve o menor pudor de transformar todas as mulheres do mundo em coisas, em objetos de maior ou menor valor. E tudo isso para esclarecer o porquê de os negros bem-sucedidos arranjarem uma branca, e de preferência loira.

Ele escreveu: “A parte mais óbvia da explicação é que a branca é mais bonita que a negra, e quem prospera troca automaticamente de carro. Quem me conheceu dirigindo um Fusca e hoje me vê de Monza tem certeza de que já não sou um pé-rapado: o carro, como a mulher, é um signo”.

A comparação, embora machista, cruel e desumana, é um fato. “Na sociedade machista, a mulher é vista, sim, como um objeto de consumo. E objetos de consumo conferem status e poder a quem os adquire”, confirma a historiadora Maria Aparecida da Silva, do Geledés.
Na estrutura social e econômica brasileira, o homem negro está abaixo da mulher branca quando o assunto é trabalho assalariado. Então, para ele, o caminho possível de ascensão é a conquista de um “objeto” de valor do homem branco.

“São as loiras que preferem os homens negros”
Menos razão, mais emoção, o instrutor esportivo Cristiano dos Santos, 26 anos, casado há cinco meses com uma loira, também faz parte dos que acreditam que essa escolha, segundo seus padrões, tem motivos óbvios: “Elas são mais bonitas, mais sedutoras, mais cultas”.

Cristiano é carioca, mora em Dourados (MS) e comenta que conversa muito sobre o assunto com seus amigos, a maioria casada com mulheres brancas: “Nós conversamos muito sobre isso porque sentimos na pele a discriminação. Já entrei em parafuso por causa disso. Mas, hoje, não ligo mais, apesar de todo mundo dizer que eu casei com a minha esposa porque ela é branca, formada em Psicologia, e porque a família dela tem grana. Não passa pela cabeça das pessoas que foi o amor que nos uniu”.

“Aliviando” a consciência do homem negro, existe um outro fator a ser considerado quando o assunto se refere a relações mistas. E é mais uma vez Antônio Campos quem diz: “A verdade é que são as mulheres brancas que preferem os homens negros. Desde – é claro – que eles tenham algo a oferecer”.

“Este é o ponto” – confirma a antropóloga Ana Lúcia. “Eles preferem as loiras, mas a recíproca é verdadeira. Elas também preferem os negros. E isso só vem reafirmar a ambigüidade das relações raciais no Brasil. Daí casais mistos incomodarem tanto as pessoas. A loira ao lado do negro, de alguma maneira, mostra que não é racista. Ela vai para a cama com ele, tem filhos com ele. Quer dizer, põe abaixo a bandeira do racismo. Agora, se o relacionamento entre os dois não der certo, se o negro deixar a loira por qualquer outra mulher, ela pode assumir o discurso de que ‘negro, quando não faz na entrada, faz na saída’ ou, ainda, ‘bem que me avisaram…’ etc., etc.”

Na análise de Sérgio Ferreira, psicólogo, o negro fecha a porta da afetividade para a mulher negra porque para ele aceitá-la vai ter de se identificar consigo mesmo.

No entender de Sueli Carneiro, do Geledés – Instituto da Mulher Negra -, “para homens e mulheres negros engajados e comprometidos com a mudança das relações raciais e sociais no Brasil e no mundo, seus parceiros, quando brancos, não são objetos de consumo, símbolo de status nem garantia de mobilidade social: são companheiros e companheiras, seres humanos, que não simbolizam êxito, mas a possibilidade do encontro, da solidariedade, do amor entre grupos étnicos e raciais diferentes”.

O ruim nas relações mistas é que, muitas vezes, os negros não conseguem mais manter sua identidade.
Negro bem-sucedido + Mulher loira
Não é preciso puxar muito pela memória para buscar exemplos da já clássica fórmula: “negro bem- sucedido + mulher loira”.

É só correr os olhos pelos campos de futebol ou pelos palcos. O ex-ministro Pelé, para quem não se lembra, foi namorado da Xuxa.

A lista tem, entre outros, os corintianos Gilmar e Marcelinho Carioca e o mais emblemático de todos os casos: Ronaldinho, o noivo de Suzana Werner. Entre os grupos de pagode, quem não pensa em Alexandre Pires e Carla Perez?

Como lembra o psicólogo Sérgio Ferreira: “Os homens negros de sucesso não têm a questão econômica, mas têm a questão concreta da cor, ou seja, por mais que eles tenham dinheiro, não conseguem se livrar da cor negra. Ele busca na loira o seu lado branco”.

Para Sueli Carneiro, do Geledés, “qualquer homem negro no Brasil, por mais famoso que seja, ou por maior mobilidade social que tenha experimentado, não tem poder real, se “bem-sucedidos” individualmente servem apenas para legitimar o mito da democracia racial”. “O homem negro”, diz ela, “utiliza a mulher branca como emblema ou garantia de seu sucesso.”

Por :TANIA REGINA PINTO
Revista Raça

Fonte: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/02/274659.shtml

About these ads

Responses

  1. Sempre tive essa curiosidade.Matéria bem articulada e elucidativa.Gostei

    • Já que gostou da matéria, indico os vídeos cujos links estão no final deste comentário. É uma entrevista do Lázaro Ramos com a Claudete Alves no Programa Espelho. Claudete é Pedagoga e Mestre em Ciências Sociais pela PUC São Paulo, e a conversa gira em torno de seu livro “Virou Regra?”, que aborda as relações amorosas inter-raciais e a solidão da mulher negra.. Ao final, ela fala do grupo de rap Facção X que escreveu músicas para o livro, dentre as quais, destaca-se a faixa “Não sigo exemplo torto”.

  2. Gostei .Sempre tive essa curiosidade.Matéria bem articulada e elucidativa.

  3. Os negros (machões) brasileiros gostam das mulheres brancas, pois, nós MULHERES BRANCAS também gostamos de homens negros.
    Os conflitos aqui no Brasil são sociais. Não raciais-Deu para entender? Ou não?
    Eu não faria sexo com um branquinho desnudo, feio e pobre. Hahahahahah!
    Com um NEGRÃO sarado, cheirosinho e, com uma graninha ao menos para dividir a conta do bar! Claro que sim!
    Perguntem aos negões se eles querem mulheres brancas encardidas e com a bunda caída?
    Salve o BRASIL!

    Bjusndas!

    • tai gostei do seu comentario,por isso gosto de mulheres como vc objetivas,sou mulato e moro no rio,capital e sempre fui desprezado por negras,que davam sempre mole pra aqueles caras negros como eu mas de jeito malandreado,mas sempre fui o oposto deste cliche,sempre fui mas voltado a intelecto,nao sou de girias,dai sempre atrai mas as brancas,em geral as loiras,que me deixam louco,acho elas as mulheres mas sensuais entre uma morena linda e uma loira simpatica fico com a loira,loira e sinonimo de status ,alem de serem mas fogosas,ao menos pude comprovar isto,salve as loiras…

  4. Vou dar uma opinião bem pessoal, sou negro, namorei indistintamente, negras, brancas, luras , louras falsas, fui noivo de uma mulata por dez anos, não casei por outro motivo, que não tinha a ver em nada com a cor…hoje sou casado com uma loira falsa e tenho uma filha com ela….uma mulata linda….MODÉSTIA PARTE

    …..eu acho que a questão vai alem de negros e brancas….as pessoas querem ascensão social… então o estereotipo….é que a a mulher branca é gostosa!

    MENTIRA PURA E SIMPLES

    ….A MULHER que fala com razoabilidade….e sobretudo..quando chega fecha….SEJA NEGRA BRANCA, AMARELA …ESSA É A MULHER QUE O NEGRO QUER PARA SI

    …ADEMAIS, EXISTE UMA SITUAÇÃO A SER ENCARADA…..NEGRO É SINONIMO DE MACHO…COISA GRANDE…PEGADOR, PORTANTO A PERGUNTA É: POR QUE O NEGRO CASA COM AS BRANCAS?…..OU AS BRANCAS QUE CASAM COM OS NEGROS, SINONIMO DE SIMBOLO SEXUAL???????????????????

    FICA A REFLEXÃO???????????????//

  5. Sinceramente, achei o depoimento de alguns muito preconceituosos e generalizações.
    Sou negro e já namorei loiras, mas não com esse pensamento. Já namorei negras e pra mim é igual. Sugiro que quem namore mulheres brancas com tal pensamento tão preconceituoso e medíocre, passe por um tratamento psicológico.

    Me espanta um psicólogo afirmar, “qualquer homem negro no Brasil…”
    Ele não pode falar por mim e nem por outros negros.

  6. Acrescentando que o fato de alguns negros bem sucedidos namorarem mulheres brancas é simples: Não existem mulheres negras em ascensão no meio deles, isso é um fato. Se fosse um “jogo equilibrado”, com certeza eles teriam relacionamento com mais mulheres negras.

    • Nota do blogueiro

      “Tenho 53 anos, sou casado com uma mulher negra há 21 anos.
      Temos dois lindos filhos. Porém vou ser curto e grosso.
      Gosto de mulher, verde, amarela, banca, azul, negra, etc. etc. Tem que ser (BONITA) – Feio já basta EU…

      Extremamente “levado”. Acho que minha NEGRA se apaixonou por mim e foi ela à responsável por afastar minha compulsão sexual. Na base da porrada rsrsrsrsr.
      Tenho oito filhos, com mulheres negras, brancas e uma judia.
      Meus pesadelos foram às pensões alimentícias. Pois, poderia estar hoje dentro do padrão classe A.

      Não tenho vergonha das dezenas de mulheres que um dia me escolheram com amante, namorado e esposo.

      Agora, os cabelos brancos já são visíveis. Entretanto, sou brasileiro do subúrbio carioca. Ai, caros, na zona norte. E assim… Gostou, transou, amou etc., etc.”

      Eu sou um adorador das mulheres. PONTO FINAL !!!

    • Sou negra! Filha, irmã, prima, sobrinha, ex-mulher de pessoas igualmente negras. Dentro de casa sempre houve entre as mulheres a necessidade de negar nossas características alisando cabelos, procurando pessoas de outras cores para amizades e relacionamentos afetivos. Entre os homens idem! Sinônimo de sucesso entre estes era (e ainda é) simbolizado pela conquista de uma pessoa branca. Eu sempre fui contrária a esta ideologia gravada nas mentes dos meus e sempre procurei parceiros da minha cor por achar que seria compreendida; ledo engano! Esqueci que os rapazes negros em sua maioria pensa como os da minha família! Nenhum deles mostrou disposição em me tratar com respeito ou educação. Nenhum deles se esforçou em me ajudar a garantir pra nós uma vida digna. Nenhum deles se preocupou em me valorizar diante da família e dos amigos, deixando-me sempre num plano de inferioridade e humilhação e fim dos namoros me colocaram nas piores condições com prejuízos morais, emocionais e financeiros! Agora por último, o pai de minha filha nos abandonou quando eu ainda estava grávida e foi morar num apartamento na Granja Viana. Hoje eu moro na casa da minha mãe até a situação melhorar, pois estou com dívidas altíssimas!
      A história não foi diferente com minha mãe e minha avó!

      • Obrigaduuuu Glauce por seu comentário.

        Vale ressaltar que, não faço censura a Post. A não ser post nazistas.
        Quanto as prefer~encias de cada um com se cada um como diz o sabma.
        Quanto a sua Pós, sou também casado com uma mulher negra, Mestre em Direito e pré doutora há 22 anos.
        Até aqui estamos juntos e misturados.

  7. Em resposta a alguns comentários q vi postados neste blog sobre negras em acensão, deixo esclarecido que sou pós graduada e tenho um ótimo salário, mas isso não tem garantido um olhar de respeito e amor da parte dos homens negros!!!

  8. Uma visão bastante complexa aqui no Brasil.
    Estudei na PUC-RIO nos anos 80/84. Pouquíssimos negros. Bem, na minha sala durante todos os quatro anos não havia um homem ou uma mulher negra.
    Conheci um NEGRO, hoje meu marido em uma festa do Grêmio Estudantil, eu cursava medicina, ele economia. Horários completamente diferentes. Beijei, gostei, em apaixonei. Foram críticas familiares, de amigas etc.
    Eu moradora do Leblon. Meu namorado morador de Cavalcanti- Subúrbio do Rio de Janeiro.
    Na Escola Médica de Pós-Graduação, ai que não existiam negros mesmo. Quando convidei meus “amigos” para o casamento. Foi um susto! Você vai casar com um negro? Disse-me uma amiga (judia)- falei que sim! Sabem o que ela me respondeu? Meu pai teria um derrame. Kkkkkkk- Hoje ela também está feliz da vida com seu “mulatinho”. Meus Deus!
    Ele sofreu com seus amigos negros do chamado MOVIMENTO NEGRO ESTUDANTIL- Ai que loucura! Quantos movimentos.
    Meus familiares PTS. Pois, estava eu apaixonada por um NEGÃO.
    O tal negão passou em um concurso público para o Banco Central.
    Compramos nossa casa, financiada pela CEF.
    Saque o que aconteceu? Meus familiares e minhas amigas dizem que eu sou a máxima e meu “NEGÃO é o cara”.
    Temos um casal de filhos que estudam no Instituto Abel- sabem quantos negros existem no Instituto Abel, colégio de classe média de Niterói?
    Nossos filhos e uma 1/2 dúzia.
    Não vou entrar nessa discussão.
    Aqui no Brasil? Não dá!
    Obs.
    Estou feliz com meu NEGÃO. Já era apaixonada. Agora, com seu salário de Auditor do Banco central sou apaixonadíssimaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
    Kkkkkkkkkk
    O preconceito é uma MERDA
    FUI!

  9. Gostei muito do artigo, e digo mais,que realmente é profundo tal racismo ora discutido neste Artigo, pos é possível perceber atos desse tipo no dia-a-dia quando o homem casado tem uma amante, ele chama a esta de minha “nega”! Porque será?

  10. Eu concordo com o psicólogo negro Sérgio Ferreira da Silva. Segundo ele, “os homens negros preferem as loiras por medo de perpetuar a raça.”
    Sou descendente direta de uma família de origem pobre. Pai e mãe portugueses.
    Meu pai i(n memorian) após uma vida sacrificada abriu uma padaria com outros 4 sócios em Osvaldo Cruz.
    Estudei na escola Estadual Carmela Dutra. Passei para UFRJ onde me formei enfermeira.
    Bem, como moradora de Madureira, desde minha infância sou Portela. Logo, convivi com umas centenas de amiga e amigos negros.
    Nunca vi racismo aqui em Madureira. Sempre convivemos harmoniosamente bem.
    Ao ingressar para a faculdade passei a namorar um homem negro. Ficamos noivos, casamos. Sabe o que aconteceu? Quando nossa primeira filha nasceu. O cara ficou um tanto assustado, pois minha filha era pretinha. Aquilo me incomodou bastante. Claro ele nunca colocou dúvidas que a menina era sua filha. Porém quando ele bebia, sempre mandava umas e outro tipo essa é minha filha neguinha. Puxou ao pai.
    Olha sou descendente de lisboetas, olhos verdes, pela branca. O cara queria uma filha branca.
    Não deu certo, claro após seis anos, houve a separação.
    Ele queria uma filha branquinha, ou melhor, clarinha. Ou não ? Freud explica…

    • como voce se sentiu sabendo que não era nada mais que um objeto ,um troféu para seu parceiro?(pois é isso que toda branca que se realciona com um não branco é – um troféu ,um objeto)

  11. Gosto de HOMENS-
    gentis, educados, cavalheiros, não machistas e principalmente os que não dão porrada em mulher.
    Em tempo; hoje estou com um namorado NEGRO!
    Chega desta merda de patrulhamentos de falos e vulvas no Brsail.
    Fui

    • chegade controle,mas nunca houve este controle. a sim uma alienação provacada pela midia para mulheres brancas não se relacionem com brancos.e isso esta funcionado ,pois de cada dez 20 casais que contem um mulher caucasina 19 de realcionamentos são com homens não brancos .

  12. Não se trata de patrulhamento de falos e vulvas… Procure ler e se orientar primeiro antes de usar o teclado do seu computador pra digitar besteira.

    Acontece que a maioria dos negros brasileiros não consegue apreciar a beleza da mulher negra porque a sociedade os ensina, desde cedo, que o bacana é ter características européias… Assim sendo, essas características que não tem nada demais, que são simplesmente as características de um povo específico, passam a ser vistas como algo valioso… Algo a ser cobiçado.

    Quando chegam à idade adulta, já estão com esses estereótipos tão enraizados dentro de si, que preferem uma branca feia, gorda e cheia de filhos do que uma pretinha linda, livre e desimpedida… Ou seja, tornam-se cegos à beleza da mulher negra.

    No Brasil, nós negros sempre estivemos expostos a uma “lavagem cerebral” voltada à destruição de nossa auto-estima. Todas as características “afro” são classificadas como coisas RUINS, NEGATIVAS e INFERIORES.

    Devido a isso, muitos negros de “cabeça fraca” acreditam que precisam do “sangue de branco” pra passar a ter valor como seres humanos… É por isso não escolhem uma mulher negra pra ser a mãe de seus filhos… Porque seu IDEAL DE MISCIGENAÇÃO faz com que pensem que estão melhorando a descendência ao gerar filhos com mulheres brancas.

    E como “cabeça fraca” não é exclusividade dos homens… O mesmo ideal idiota também domina muitas mulheres negras… Que não querem gerar filhos com homens negros… Como se a negritude fosse uma doença que deve ser curada através da miscigenação.

    Essa mentalidade maldita tem sido passada de geração em geração, e isso tem que acabar… Nenhum mal se perpetua para sempre!!!

    • Grato por seu comentário !

      Lutemos também para que negros como meus filhos possam estudar em Universidades Públicas, que na verdade detém um pequeno número ainda de alunos NEGROS.
      Lutemos também para que nossos filhos possam freqüentar bons cursinhos, onde também são ínfimos os números de adolescentes NEGROS.
      Lutemos também para que os números de jovens executados sejam diminuídos drasticamente.
      Lutemos para que, na Escola Naval, IME, ITA, AMAN E AFA, tenhamos cadetes e aspirantes NEGROS.
      LUTEMOS por UMA POVOVO BRASILEIROS justo é igualitário.

      Em tempo, Sou casado com uma mulher NEGRA, somos os únicos moradores edifício onde moramos.
      Uma pesquisa bem próxima das nossas vidas.
      MUDANÇAS JÁ!

      OBS. Que nossos irmãos NEGROS, parem de agredirem suas esposas e filhos- DADOS DO DEAM_ RJ
      Abraços !

  13. Alguns dizem que os negros que ‘ascendem’ não se casam com mulheres negras devido à dificuldade de encontrá-las nas classes mais altas (das quais eles passam a fazer parte). E eu penso que a verdade não é bem essa!
    Se fizessem alguma questão de se relacionar com mulheres de melhor nível sócio-econômico, não se casariam com as brancas pobres com as quais eles se casam. A grande maioria dos negros que ascende através do esporte ou da música se casa com mulheres brancas de classe baixa.
    Principalmente os jogadores de futebol, que namoram e se casam com essas branquinhas oferecidas que vão aos treinos só pra dar em cima deles, na esperança de sair da pobreza através de um matrimônio bem interesseiro. Elas sabem que, muito provavelmente, esses negrões talentosos vão acabar sendo contratados por algum time europeu, então correm atrás da vida confortável que terão ao lado deles. E também há aquelas que já se casam pensando na gorda pensão que conseguirão ao divorciar-se desses otários.
    Com os pagodeiros é a mesma coisa. Alguns já foram até presos por falta de pagamento de pensão alimentícia… Ou seria pensão milionária?

    • Falou tudo! Mandou super bem! Na realidade podem ate serem brancas,mas não passam de ridículas mercenárias ,Marias chuteiras, sem um menor valor, e o pior a maioria só com os cabelos e mentes oxigenas nada original. Nesses casos,coitados, esses na maioria não tem cultura um negro culto pode ate querer uma loira,mas uma qualquer. Tem brancos (homens ou mulheres} simplesmente horrorosos.

      Sou negra sim,me adoro e creio que a questão é que: “Os opostos se atraem” só isso, não tem nada haver com racismo e sim com atração física. Muito relativo.

      • Tem muito haver com racismo sim! Existe grande diferença entre relacionamentos interraciais que acontecem naturalmente, e aqueles que são a conseqüência de uma sistemática eliminação de qualquer possibilidade de relacionar-se com pessoas da mesma origem ancestral. Isso não é natura e, aliás, é a mentalidade que predomina entre os negros brasileirosl!!! E outra coisa: não há nenhum fundamento científico nessa afirmação de que “os opostos se atraem”.

  14. A pergunta deveria ser a seguinte;
    Mulheres loiras brasileiras gostam de NEGÃO?
    Bem, eu gosto de HOMEM, macho, não machista, perfumado, que não sejam “abas”, no mínimo sabem e podem dividir a conta do bar e do motel.

  15. JÁ FOI MENCIONADO QUE ALGUNS NEGROS PREFEREM MULHERES BRANCAS POR CAUSA DOS DESCENDENTES, PORQUE TEM MEDO DE PERPETUAR A PRÓPRIA RAÇA.

    EU ACHO QUE TEM UMA BOA POSSIBILIDADE DISSO SER VERDADE, MAS VOU TE FALAR UMA COISA: O CARA TEM QUE SER MUITO BUNDÃO PRA TER MEDO DE PERPETUAR A PRÓPRIA RAÇA, MAS MUITO COVARDÃO MESMO!

  16. Quanta besteira numa coisa só…
    Conheço muitos negros com mulheres negras… Mais do que normal.
    Tem cara que tem “tara” em mulher negra, outros em mulheres brancas, outros em gordas e assim vai. Tem cara que curte até anã!
    Entao ler tanta besteira assim, é brincadeira….

    • Caro Senhor,

      Como blogueiro, postei uma matéria que tem o nome dos seus autores.
      A BOCA É LIVRE, é democrática ok ??
      Por tal fato estou aprovando seu comentário.
      vale ressaltar que, não posto respostas e ofensas contra raça, religião,opção sexual e/ ou nazistas…
      O restante… Sois bem vindo !!! e/ ou DROGAS !!!

  17. Porque nao faça artigos sobre:
    - Brasil a setima economia do mundo, 6º no ranking de países com mais jovens mortos.
    - Brasil um país que defende os vagabundos e os inocentes sao prejudicados.
    - Brasil: Ate quando os direitos humanos vao atrapalhar tudo?
    - Axilio reclusao. MAIOR QUE O SALÁRIO MINIMO PORQUE?
    - Porque ficar sustentando assassino na cadeia, stuprador, assaltante, traficante na cadeia? Porque nao a pena de morte?

    Voces deveriam se preocupar com coisas melhores, do que negro beijando branca… Por pessoas assim, que o país é o que é hoje em dia.

    • Caro Senhor,

      Como blogueiro, postei uma matéria que tem o nome dos seus autores.
      A BOCA É LIVRE, é democrática ok ??
      Por tal fato estou aprovando seu comentário.
      vale ressaltar que, não posto respostas e ofensas contra raça, religião,opção sexual e/ ou nazistas…
      O restante… Sois bem vindo !!!

  18. Estou contigo Jota Antunes!

    Você tem o direito de criar Blogs sobre o assunto que quiser e, em minha opinião, o assunto abordado não tem absolutamente nada de besteira.

    Espero que haja cada vez mais Blogs com este tema. E acredito que o debate é muito importante pra conscientizar os negros brasileiros sobre o valor que deixam de dar à mulher negra, relacionando-se potencialmente com as brancas. O que representa uma atitude de desvalorização e negação da própria identidade.

    É isso mesmo. Continue conscientizando!

    • Obrigado por seu comentário.
      Bom FDS

      Abraços

  19. Falaee Jota, beleza ?
    Naõ liga pra criticas não. Seu blog é bacana demais
    Concordo com tudo que tá escrito no texto e digo mais

    Muitos negros reclamam de discriminação, mas quando conseguem a tão sonhada ascensão, e conquistam a oportunidade de valorizar sua raça ficando com uma afrodescendente como eles, fazem exatamente o contrário. Dão valor para as louras. Não tenho nada contra os brancos ,mas a gente tem que se valorizar mais.

    Tu-di-bom !!!

  20. Em relação às palavras de Eldrige Cleaver, só posso dizer que infelizmente esse idiota sujou o nome do partido ‘PANTERAS NEGRAS EM LEGÍTIMA DEFESA’ com declarações características de negro complexado e alienado.

    De onde foi que esse mané tirou essa? “…não existe amor entre um homem negro e uma mulher negra”… Se ele foi um homem problemático que não conseguiu aceitar-se como negro e, por conseguinte, desenvolver sentimentos por mulheres negras, não deveria ter generalizado e pensado que todos os negros eram como ele.

    Infelizmente, esta e outras frases de sua autoria têm encontrado aceitação nos corações de negros que também tem problemas de auto-estima.

    Eis uma outra frase famosa do Sr. Cleaver: “…estuprar mulheres brancas é um mérito revolucionário…” Essa declaração passou à sociedade americana uma impressão de que os ‘Black Panther’ não eram revolucionários, e sim marginais que faziam apologia à violência sexual.

    Associar liberdade à “posse” de uma mulher branca só faz sentido pra negros complexados, mesmo se tratando apenas de liberdade social… Mas dizer que branco representa grandeza?!? … Um povo que prosperou e prospera à custa da exploração de outros povos não tem nada de grandioso… E muito me admira que quem descendende de pessoas que foram escravizadas, estupradas e expostas a todo de tipo de humilhação, fique nessa “adoração” daqueles que descendem dos responsáveis pelo sofrimento de seus ancestrais…. Não estou dizendo que devemos odiar. De forma alguma! Ódio não leva a nada. Mas ficar babando nos brancos não dá!

    Quando olho para uma mulher branca, por mais bonita que seja eu vejo apenas uma mulher, como qualquer outra. Não vejo nela uma possível forma de auto-afirmação, porque sou suficientemente seguro de minha masculinidade pra não precisar afirmá-la mostrando ao mundo que posso ter a “posse” ou “domínio” de uma caucasiana.

    Os negros que ficam buscando seu lado branco em loiras deveriam parar com essa palhaçada… Aceitar-se é evoluir! E ninguém é realmente feliz se não se aceita com plenitude… É verdade que namorar, casar, paquerar, tem a ver com química. Mas pra muitos negros o emocional tem cor SIM; da mesma forma que tem orientação sexual. Porém, diferentemente da orientação sexual, que já nasce com as pessoas; a baixa auto-estima (que os leva a relacionar a imagem da mulher negra ao retrocesso) é uma característica imposta pela sociedade.

    Mas por que não lutar contra isso? É muito fácil deixar-se dominar por complexos de inferioridade, e evitar perpetuar sua raça buscando a mulher branca como objeto de negação de sua própria cor e origem… Mas lutar contra seus próprios demônios e superar seus complexos é que deveria ser o objetivo de um ser humano de qualidade. Não essa rendição patética às imposições sociais.

    Além disso, nem toda branca é mais bonita do que mulheres negras. E a troca de uma mulher negra por uma branca nem sempre representa a troca de um ‘Fusquinha’ por um carro melhor. Há mulheres negras muitíssimo mais belas do que muitas brancas, mas o valor social entre elas nunca é o mesmo… Brancas bonitas (principalmente loiras) são consideradas símbolo de status. As negras não! E lamentavelmente tem muito negrão bobo que vai nessa onda.

    Penso que seja extremamente importante discutir o assunto. Porque a discussão representa uma oportunidade valiosa de tentar reverter mentalidades que vêm sendo passadas de geração em geração, e de mostrar aos negros que sua negritude pode e deve ser vivida com felicidade, ao invés de ser vista como uma maldição.

    • Obrigado por seu comentário

      saúde e paz !

  21. Parabéns pela matéria, eu acredito que este assunto esta ligado a nossa autoestima deturpada durante estes século de escravidão, enquanto este problema não for resolvido a nossa sociedade não tomara rumo, vivemos com uma pequeníssima parte da sociedade que sabe exatamente quem e (corte) e o restante que vive batendo cabeça sem saber se esta fazendo o que e correto ou não simplesmente porque não aprendeu, eu frequento um clube na minha cidade e eu vejo como as pessoas se assustam quando me veem entrando lá, ficam desconfiados ou desconfortáveis, mas não me importo porque eu sei quem eu sou e isso me basta, não preciso de autoafirmação através dos outros, mas quando conversamos com pessoas negras menos esclarecidas, vi percebe o mesmo que um negro percebe quando vê o outro, temos um bom coração, mas não temos esclarecimentos não se sabe que pode as pessoas não sabem ate onde pode ir… Quando encontramos um negro na mesma posição social, normalmente ele pensa que e branco e vc negro esta invadindo o espaço dele, porque somos condicionados a viver desta forma tudo que conhecemos no Brasil e branco (musica e influenciada), e isso só nos tornas menos negros com menor identidade… Também sou casado com uma mulher branca, por acaso, mas como disse uma amiga minha Sueca (casada com Negrão), vai casar por quem somos atraídos independentes da cor, mas se gostamos mais de brancas a tendência e casar com tal, eu não me importam com o que dizem casei com que gostei, e nos precisamos assumir a nossa identidade nestes pais e que e miscigenado (meu bisavó ex-escravo casou-se com uma alemã em 1888), quer maior mistura que essa, pergunte a ele o significado disso ele jamais imaginaria o que estamos discutindo, eu penso que a coragem não e do homem, mas da mulher branca, pense a mulher enfrenta muito mais desafios ao se casar com um negro que o inverso, porque nos nossos pais isso e descer, e uma vergonha, mas e a realidade e precisamos encarar ela, uma mulher ao enfrentar esta situação tem muita fibra..

    • Grato por seu comentário Paulo.
      Eu também penso assim.
      Tenho filhos protestantes, católicos e judeus.
      Foram 3 casamentos ao longo dos meus 54 anos… Todos rsrsrsr juntos e misturados.

  22. Para-para-para-para!
    Os negros gostam de loiras sim aqui no Brasil. Ponto final. Qual o problema?
    Crianças assistem a Maria “XUXA” Meneguel desde pequeninos.
    Após a XUXA, a tv lançou Angélica e a chata da Eliana, bem como outras mulheres brancas. Aqui pra nós isso não desperta tesão nos NEGÕES rsrsrsrsrsr.
    Ai, chega os ritmos dos pagodeiros, e os cantores de axé. Sempre negões bonitos e sarados. As meninas branquinhas também ficam agitadas com as pernas, bundas e coxas bem distribuídas. Porra isso não dá tesão nas meninas branquinhas.
    Isso é a cara do Brasil – Uma sacanagem só finda dos portugueses que tinham lá suas mucamas.
    Morei nos Estados Unidos por 13 anos. Poucos são os casos de casamentos de negros americanos e brancas americanas. Agora aqui o papo é outro.
    Chega de bobagem minha gente. Aqui não tem racismo, tem é o preconceito.
    Sim preconceitos, retirem os carros importados dos jogadores, dos pagodeiros e outros negros que romperam com as barreiras da miséria. Eles, não vão comer loirinhas. Não vão mesmooooooooooo!

    Fui
    Bijus

  23. No Brasil tem racismo sim, e é muito pior do que em outros países, porque aqui é por debaixo dos panos (como tudo no Brasil). E ainda tem mais um agravante, aqui o racismo ganha força na ignorância, principalmente na ignorância das pessoas que acham que não existe racismo no Brasil.

    A preferência de muitos negros por mulheres brancas está intimamente ligada a uma pressão cultural que tem servido para destruir a raça e a identidade negra no Brasil através da miscigenação… Desde o período pós-abolição, negros e negras vem sendo influenciados a associar ‘africanidade’ a estereótipos negativos como feiúra, cabelo “ruim”, pobreza, etc; e a identificar beleza somente nas características européias.

    Este sistema de influência é a prova mais cabal de que existe racismo no Brasil, porque detona com a auto-estima da população negra pra provocar a sua eliminação… Fazer com que negros e negras não se sintam bem com sua africanidade pra que eles evitem relacionamentos com outro/a afrodescendente… É assim que funciona!

  24. Gosto de homens.
    Não importa a cor ou raça.
    Sou brasileira.
    fda-se o resto !

  25. Sempre o racismo, dos brancos e dos negros. Tanta justificativa para esconder esta triste verdade, que os negros são racistas e injustos entre si, não somente pela questão social, mas bela baixa auto-estima que sentem.
    Um negro preferir uma loura á uma negra bonita é uma alienação e não adianta desculpar essa falta de caráter.
    AS mulheres brancas deveriam por esta causa evitarem se envolver com negros, pelo menos até os próprios assumirem seu racismo e pararem de humilhar suas mulheres.
    Estou na europa e detesto ver estes casais, porque ali não há respeito pelas negras, nem pelas brancas, apenas uma afirmação ridícula de um negro que não gosta da própria cor. Muitas vezes a mulher que anda com um negro assim não percebe, apenas quer mostrar que é apaixonada e não é racista, quando são equivalentes em têrmos sociais, mas no fundo vai ser tratada como as interesseiras, apenas como uma maneira de amparar os complexos de negritude.
    Falta respeito, falta humildade, se eu fôsse mulher e negra, nao me cansaria de denunciar isto.

    • Obrigado por seu comentário e suas reflexões.

      Entretanto, vale salientar que, aqui no Brasil, homens negros e brancos agridem suas esposas e namoradas. A violência contra a mulher és multirracial minha cara.

  26. O falecido guitarrista americano que morreu em 1970 JIMI HENDRIX,era filho de pai negro e de mãe meio negra e india cheroke, e na vida real para quem quiser constatar em sua biografia ele namorava qualquer tipo de mulher independente de cor, o racismo ea etnia tem origem no mal, somos todos filhos de Deus e descendente de Adão e Eva, acho até que eles tinhão genes de todas as raças em seu DNA, e Jesus morreu por todos.

  27. Eu mulher da pele branca, Meus cabelos são pintados de loiro?‎
    Sempre convivi com pessoas negras e brancas. Nasci em uma maternidade pública do subúrbio carioca.
    Meus pais e meus avós sempre moram no subúrbio de Madureia.
    Eu não sei o pq tanta polêmica ?
    Quero sabe de caráter e se o cara tem “pegada”. Hoje estou amando enquanto dure, um NEGÃO.
    Qual o problema ?
    Tem que ser HOMEM. E ainda que jamais, jamais pense em dar porrada em mulher.
    Sexo não se discute- S e pratica.

  28. RESPOSTA: Pegada

  29. A maioria dos negros que desprezam mulheres negras FINGEM ofender-se com discussões como esta. É isso mesmo, fingimento puro! A algum tempo atrás, minha prima disse que, em sites de relacionamentos, alguns negros postam coisas como: “Não tenho preconceitos e estou a procura de mulheres brancas”. Olha só a asneira! Se o cidadão que escreveu isso fosse mesmo uma pessoa sem preconceitos, ele não estaria procurando especificamente mulheres brancas, e desprezando automaticamente todas as não-brancas. É uma clara tentativa de evitar as mulheres de sua própria raça. Entre os negros brasileiros o amor só não tem cor “da boca pra fora”.
    Também há aqueles que (vendo que a carapuça serve direitinho pra eles) tentam mudar de assunto falando sobre Deus e Jesus, mas a baixa auto-estima dos negros brasileiros é um fato inegável, e que não tem nada a ver com questões divinas.
    Alguns outros tentam convencer as pessoas de que as etnias são a origem do mal. Mentira pura! O mal só se manifesta quando uma etnia se sente superior ou inferior às outras, porque as diferenças são normais e se manifestam em tudo o que existe na natureza!
    A verdade é que a maioria dos negros brasileiros ainda não aprendeu a se valorizar, e a valorizar sua cultura e história, e isso acaba refletindo nas suas relações.

    • Caro Alexandre,
      Obrigado por seu comentário.
      Sou casado com uma mulher NEGRA há 22 anos.
      Sou feliz e, meus filhos também são felizes .
      Amém…

  30. Gostei do comentário do ‘osk’ sobre a necessidade das mulheres brancas reconhecerem que elas servem apenas como amparo para os complexos de negritude de muitos dos negros que as preferem. O fato é que a maior parte da miscigenação brasileira não é baseada simplesmente no amor porque alguns negros são racistas com a própria raça. Eles nunca admitem isso e ficam tirando onda de politicamente corretos com aquele discurso decorado, dizendo que amor não tem cor. Alguns até admitem quando estão bêbados, por aí já viu né, o álcool faz as pessoas falarem coisas que jamais admitiriam em estado normal. Acho que temos a obrigação de tentar mudar isso com uma educação que conscientize e eleve a auto-estima da população negra.

    • Caro Vitor, Simplesmente sem rodeios seu comentário.
      Só com educação ! E com tratamento psicoterápico meu bom. Ai sim sim teremos a auto-estima dos negros brasileiros no prumo da vida.
      Bem, isso vai levar uns anos . Tenho por certo que sim…

  31. NEGÂO, inteligente, culto, cheirozinho, que não fala “abobrinha”.
    Com uma boa pegada. Claro que sim
    P Q não?
    Gosto de homens brasileiros.
    Quanta bobangem ! Ai perdi meu tempo . Fui

  32. Falta de assunto.

    Por que os negros brasileiros preferem as loiras? OU ?
    Porque as brancas brasileiras preferem os negros? Ou estão preferindo os negros?
    A Fêmea que escolhe. Ou estou errada?

  33. Acho que é muito comum haver mulheres brancas que querem usufruir da “pegada” dos negros mas não querem ter filhos com eles. Eu sempre ouvi comentários maldosos de mulheres brancas sobre as características da raça negra, desde a adolescência.
    O salão que freqüento também era frequentado por uma mulher branca que morou aqui na vizinhança “amigada” com um negro, do qual se separou algum tempo depois. Houve uma ocasião em que ela estava conversando com outra mulher que imagino ser sua amiga (pois era muito comum vê-las juntas), e deixou claro que não queria engravidar novamente dele, apesar do desejo do seu negro de ter um filho homem.
    Quando a outra perguntou o porquê, ela falou sobre algumas características de sua filha. Deu a entender, por exemplo, que esperava que a criança tivesse o cabelo bem menos crespo sendo filha dela, uma mulher branca. Também falou que apesar da criança ter a pele clara, tinha traços muito parecidos com os da avó paterna, que segundo ela, teria lábios muito grossos e nariz batatão. Depois elas mudaram de assunto, não sei se por ela ter ficado sem graça de ter dito aquelas coisas, ou se as duas se deram por conta de que eu (uma mulher negra) estava ali por perto.
    Pergunto: Isso é amor ou apenas desejo de estar com alguém que as satisfaça na cama?

    • Grato por sua opinião.
      Uma semana de saúde, prosperidade e paz…

      • Exatamente,pense,você ver em um filho suas características mais grotescas,cabelo ruim e nariz “batatão”…sem palavras…tudo o sempre odiei em mim.

      • Acho que vc deve procurar um analista com máxima urgência

  34. Durante a vida um homem tem a oportunidade de se aproximar de várias mulheres. Algumas darão a ele um ‘sim’ e outras um ‘não’, mas a iniciativa de aproximação geralmente parte do homem. Na maioria das vezes que a mulher branca dá o seu SIM para um negro é só pra satisfazer alguma fantasia sexual. E eu não me refiro a alguns casos isolados, mas à maioria absoluta! … Curtem a “fungada” do negão durante algum tempo, mas preferem casar-se com um branco porque a maioria não quer marido pobre, e nem quer filho de cabelo duro e com cara de africano. Elas até aceitam casar-se com o negro quando ele tem algum dinheiro, como é o caso dos jogadores de futebol, pagodeiros, etc… Mas a maioria dos brancos também prefere casamento com pessoas de sua própria cor/raça. A maioria absoluta deles se aproxima de mulher negra com a única intenção de curtir, por causa dessa fama de fogosas, boas de cama, e tal. É por isso que se referem às amantes como “minha nega”. Este é o Brasil, o país onde a alardeada miscigenação racial esconde o fato de que negros e negras são usados pra satisfazer fantasias sexuais de brancos e brancas… Sou da opinião de que eles devem valorizar mais uns aos outros e parar de aceitar essa situação de ser usados para depois ser trocados por alguém mais interessante pra casamento.

    • Obrigaduuu ! por sua opinião.
      Uma semana se saúde , luz e paz…

  35. Gostaria de uma indicação sobre livro de análise antropológica e sociológica sobre mulher loira.

    O fenômeno.

    Todas querem ser loiras , mas a loira é a burra e a puta.

    Sinceramente preciso ler monografias , teses e livros a respeito.

    Grata.

  36. Li acima , com muita propriedade , sobre a união entre mulher branca e homem negro.

    Minha pergunta é :

    Este encontro deve ser analisado em separado do outro encontro que seria
    homem branco e mulher negra ?

  37. A propósito e creio que é autoexplicativo, aqui vai texto de diálogo:

    “Oh cara amiga, o que quer que lhe diga: juntar uma mulher da melhor estirpe, delicadeza, beleza, cultura e educação, com um rude, grosseiro, inestético e miserável ser, é como juntar as melhores trufas pretas, o melhor caviar beluga dourado do Irão ou um foi-gras legitimo a um prato de feijoada. É literalmente deitar ouro no lixo. A feijoada não deixará de ser o que é, e os nobres ingredientes literalmente morrem, desaparecem, diluem-se em tão rude preparado. Feijoada é aquilo que é e nunca será outra coisa. É para ser acompanhamento de “vinhaça”, “pinga”, e não para servir com “Moët & Chandon Sec”.

    Conclusão: tudo e todos têm o seu lugar, mas nem todas as combinações são virtuosas para um paladar “fino”!

  38. Gostosa de verdade são as todas as mulheres, na minha opnião as negras são as mais belas.no entanto independente de buscar status, busco a felcidade da pessoa logo depois a minha independente de cor, raça ou religião ou classe social.As pessoas tnão são objetos.

    • Caro Diogo Moreira,
      Comungo com sua opinião.
      Obrigaduuuu por seu comentário.

  39. Sou negro advogado ,empresario,e pagodeiro tambem…..kkk minha esposa é loira de olhos verdes boca carnuda….linda de morrer…a lembrando pernas grossas e bumbum empinado….!! como funciona isso tudo….é simples eu olhei para ela…ela olhou para mim…conversamos e nos entendemos no começo uma grande amizade depois descobrimos o amor….vivemos muito bem…aaah!! lembrando que quando compro algo para mim …ela tambem ganha….sendo assim, estamos sempre juntos…num passeio de byke de moto de carro…isso é amor….é quer saber…os invejosos..que se dizem racistas….dizem por não terem coragem de assumir o amor…e definir o rumo de sua felicidade….eu fiz isso e sou feliz…!!!gente os negros e brancos e amarelos e as tartarugas são todos iguais….oque aconteçe é que tem gente vive de passado…sempre andando para tras…escravidão ja foi…..racismo esta na cabeça!!….e .quem é racista nunca mas diga nossa senhora apareçida…porque pelo que sei ela é pretinha……kkkkkk abraços gente…e fora preconceito e viva o amor…seja em qualquer lingua e cor…………….fuiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!.

    • Obrigaduuuuu por seu comentário!

  40. Olha neste pais de faz de conta uma coisa te digo o negro nacional é inverso do internacional la se ajunta aqui espalha quantos negros aqui que se destacarao e fizeram algo, para os seus conterranos … nem A VSa. Excelencia Joaquim fez algo pelos conterranos mas digo uma coisa tem negro que gosta de encosta pelo amor ano 2012 o mundo demora a acabar vamos estudar e conquistar como outros .

  41. Algumas pessoas tem tentado distorcer a finalidade de discussões como esta, passando a idéia de que quem discute esse assunto é racista. Debates como esse não são voltados aos negros que, por acaso, envolveram-se com mulheres brancas, mas àqueles que desprezam qualquer mulher de sua própria cor/etnia para fins de romance/relacionamento. Isso sim é racismo. E é racismo com pessoas de sua própria etnia.

    Portanto, o negro que se envolveu com uma mulher branca por um acaso do destino deve entender e admitir que milhões de outros relacionamentos ‘negro/branca’ não são simples obra do acaso, mas o resultado de um certo esforço de alguns de nossos irmãos afrodescendentes em evitar as mulheres que lembram a sua própria imagem afro, que consideram negativa mesmo sendo a imagem de seus pais.

    Penso que, quando alguns negros fazem tanta questão de dizer que estão com uma branca porque não tem preconceitos, estes estão, na verdade, tentando esconder o preconceito que tem com as mulheres de sua própria cor… Digo isso porque quem é realmente consciente de que não tem preconceitos não sente a necessidade de afirmar isso aos quatro cantos do mundo. A sua consciência lhe basta.

  42. Sou negro e jamais namorei uma negra,jamais teria um filho com uma,amo a raça branca,amo as mulheres brancas e realmente não quero perpetuar minha pobre raça…

  43. se duas pessoas do sexo oposto se unem justamente por amor, ONDE ESTA O ERRO? Por que se preocupar com cotas? É melhor amar do que odiar, é melhor paz do que guerra. Nota-se claramente que esses comentários malignos seus objetivos são preconceituosos atacando apenas os de cor da pele mais escura, Seja por razão conjugal, seja pelo estado social ou pela cor da pele mais escura, segundo essas criticas hipócritas se uma pessoa opta por relacionar-se com alguém do sexo oposto que não seja da sua própria cor e vocês julgam isso de racismo e como vocês mesmos se julgam por não se relacionarem e por desaprovarem união racial? A verdade é que muitos desses homens da elite branca apoiam a superioridade da raça, não querem se misturar com os de pele mais escura, sendo assim promovem conceitos negativos sobre os de pele mais escura para se acharem na razão, e querem que os seus semelhantes adotem o mesmo sentimento e pensamentos hipócrita e machista, ao passo que as mulheres são mais apegadas a sentimentos e não as características físicas, isso os deixa muito furiosos, sendo por isso que se dedicam e investem nas pesquisas sobre por que homens negros se casam com as mulheres brancas e ampliam, generalizam pretextos negativos para alcançar seus objetivos ou criar dilemas sobre relacionamento inter-racial. Isso não de hoje, o pior é que eles procuram ocultar seus erros e querem ser vistos como os melhores da sociedade humana, buscando destaque. Isso é uma pura vaidade.(João 8:44) Vós sois de vosso pai, o Diabo, e quereis fazer os desejos de vosso pai. Esse foi um homicida quando começou, e não permaneceu firme na verdade, porque não há nele verdade. Quando fala a mentira, fala segundo a sua própria disposição, porque é um mentiroso e o pai da [mentira

  44. Respeitosamente eu discordo do Ricardo. Primeiro porque essas discussões não são promovidas paraprovocar ódio ou separatismo, apesar que ,de vez em quando, alguns brancos racistas colocam seus comentários podres cheios de veneno e racismo . .A verdade é que essas discussões sao necessárias devido ao enorme desprezo que existe entre os negros brasileiros, tanto do homem negro para com a mulher negra, como vice-versa. Creio que o objetivo desse texto é fazer com queo homem negro veja que o seu machismo e preconceito o levam a desprezar as mulheres de sua própria etnia, buscando “o seu lado branco” (como o próprio texto diz) em um casamento com uma mulher branca. Totalmente ridículo! Já vi muitos casos assim, até dentro da minha familia… Deveriam buscar o amor de uma mulher sem esses complexos de negritude

    Mas vivemos em um país que varre a sujeira para debaixo do tapete, então, contrariando essa infeliz tendência do Brasil, eu apóio discussões como essa pra fazer o problema vir a tona, e assim ,levar os negros a enfrentar os seus complexos de frente.

  45. Tambem discordo disso que as mulheres são mais apegadas a sentimentos e não às características físicas .Grande equívoco! Enorme equívoco! Eu digo isso porque noBrasil tem mulher negra que não casa e nem mesmo namora enquanto não encontra um branco disponível a ela .E a ladainha é sempre a mesma: Se eu me casar com negro meu filho vai ser muito pretinho ,porque vai ser filho de dois negros. De jeito nenhum!!!!!!! .. Ou seja, só se abrem ao amor de um homem se ele tiver a cor que elas idealizam. É um preconceito de negro para com a negritude

    Apesar do corpo estar fora da senzala, a cabeça continua lá dentro até hoje ,esperando o sinhozinho levá-la para uma das camas da Casa Grande para dar-lhe a “honra” de ter um filho com sangue de branco. Mentalidade de escravo!!!!

    E essa mentalidade de escravo também se manifesta nos homens negros. Haja visto o comentário do Brian, que disse que jamais teria filho com mulher negra. .O texto fala exatamente desse tipo de homem negro problemático e ignorante, que tem preconceito com o própria etnia .

    Sem dúvida existe amor entre pessoas de diferentes etnias, mas o complexo de inferioridade e o excesso de vaidade de alguns negros e negras são bem ridículos, e certamente que Deus não apóia coisas assim

    • Saudações Breno

      A mentalidade de um negro como o Brian, que disse que jamais teria filho com mulher negra, é mentalidade de escravo mesmo. Mas essa triste herança do cativeiro tem sido sustentada até hoje pelo próprio sistema. Primeiro porque crianças negras começam a construir sua identidade com base em estereótipos que caracterizam os negros como inferiores, menos inteligentes, menos belos, tolos. Cresce estudando em livros didáticos onde o negro é sempre caracterizado em situações de submissão, como escravos ou subservientes sociais. Além disso, adolescentes e adultos negros vêem na mídia que o símbolo da beleza, da saúde, do bom, do belo e do sucesso não se parece com eles.

      É claro que estereótipos prejudiciais à imagem e à autoestima da população afrodescendente não existem só no Brasil, mas pode ter certeza de que no Brasil a coisa é mais pesada. Ainda me lembro de um evento promovido pelo Ministério da Cultura em parceria com a Fundação Cultural Palmares, em que discutiu-se a representação negra na mídia brasileira e o imaginário criado por esta representação.

      Esteja certo de que muitos negros e negras querem ficar o mais distante possível daquilo que aprenderam a se envergonhar: sua própria etnia; sua própria identidade. E por isso não querem relacionamentos (namoro, casamento) com outros negros.

      O assunto é polêmico, e se não houvesse efetivamente tanto desprezo entre homens negros e mulheres negras no Brasil, não haveria tantas matérias em revistas e na internet, e até livros relacionados ao assunto. Indico a você o livro Rediscutindo a Mestiçagem no Brasil, do grande antropólogo Cabenguele Munanga.

  46. Todas estas elucubrações são frutos de afirmações fundamentadas no “achismo”, na ignorância sobre a verdade referente ao fato em si. Não culpo as pessoas que afirmaram nos textos acima os seus conceitos. Estas pessoas não consegue pensar diferente que não seja o modo racista de refletir. Mesmo as que não se julgam racista, quase sempre, ou às vezes, o expressa como as que são racistas assumidas, ou declaradas. Há os racistas discimulados que fazem piadas e afirmações racstas para satisfazer a si, o seu ego, mas nega ser com o disfarce de manter relações com humanos negros. Como o racismo está impregnado na mentalidade coletiva, este é a base para toda reflexão sobre o tema. Sendo a base, o suporte para a dedução, toda a afirmação derivada daí terá cunho racista. Todo pensamento germinado na cultura racista, por excelência, este é o seu teor. Mesmo os psicólogos, antropólogos e estudiosos que tratam do assunto, insere seu conceito subjetivo (consciente ou inconsciente) na sua apreciação. Ainda que não perceba. Por participarem de debates e palestras, amiúde, tendem a repetir o “jargão” e perspassara idéia formada e largamente difundida como única verdade, e uma receita para o esclarecimento efetivo de algo ainda em discussão. O fato é: mulher branca que sente atração por homens negros, vê nestes o homem sonhado as sua vida de romance: o seu Romeu, ou príncipe. A mulher da classe média alta que gosta de homem negro, quando vê um que chegou àveste patamar, não dde tempo, busca rapidamente conquistá-lo ou expressar seu interesse a ele ( uma porta aberta) para que este possa se chegam à ela e então iniciar a cerimônia pré- namoro. Pois que, sendo raro um homem negro nas camadas mais acima, neste caso a disputa por ele fica acirrada. Na camada socal baixa: a classe trabalhadora, é comum bancos e negro se relacionarem solamente, com namoro e casamento. Vocês estudiosos e os que tem visão míope e restrita do assunto, vêem ou tem olhos apenas para as pessoas famosas e ricas. Por isso não entendem a questão. Nos bailes blacks das décadas dr 1960, 70, 80 e meados da década de 90, em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde os negros somavam quase cem por cento do público, haviam pessoas brancas que frequentavam estas agremiações: Chic Show, Black Mas, Circula Power, Musicália, Os Carlos, Eduardo’s, e outras do gênero musical: fumo e soul music. As mulheres e os homens brancos, para se enturmar entre os negro se afirmavam “brancos negreiros” : “Eu sou branco negreiro”, “Eu” sou branca negreira”. Elas queriam, sobrevém, namorar e namavm os homens negros. Os homens brancos queriam as mulheres negras. Curioso: as metas, vendo as brancas invadindo vosso território, quando no toilet, as negras batiam nas brancas por se envolver com negros exatamente em “território negro”. Isto era um desafio, uma provocação e comportamento de posse e propriedade: os negros são para as negras. E um pouco vingança, pois na sociedade, os fora, os brancos maltratam os negros e lhes negam direitos. Agora, no ambiente puramente negro as brancas entram e roubam os negrões das negras? Isto era ofensa à dignidade das mulheres negras. O homem branco procurava a todo custo falar, se vestir e agir como um negro para ser aceito como tal. E para se firmar no grupo dizia: “Sou branco só na pele, por dentro sou negro”. Era cotidiano ouvir essa frase quando os brancos se afirmavam no meio de negros. Inclusive o diretor da rádio Bandeirantes, na década de 80, num baile black na Sociedade Esportiva Palmeiras, onde em Lutero com a empresa de eventos Chic Show, disse em público: “A minha pele é branca, mas a minha é negra”. No reduto dos negro, o subsolo da galeria do rock, como é conhecida, em São Paulo, no centro, existem salões de cabeleireiros e beleza, onde era comum, nos anos 80, ver homens brancos e mulheres brancas encrespando os cabelos com químicas especiais para fazer Black Power, o modelo grande de corte arredondado dos negros da época, de um movimento de afirmação da raça negra guardá nos Estados Unidos, e aderido pelos negro brasileiro de São Paulo e do Rio de Janeiro. Atualmente vejo muitos bancos encrespando os cabelos em salões de beleza afros para fazer Rasta Fari e se enturmar com o negros do Regae. Brancos que se considera negros e que gostariam de terem nascido negros porque admiram a raça. Racismo não poderia existir porque o homem sapiens surgiu na África, se estou para as outras partes do planeta, diversificando étnica e geneticamente conforme o clima, o alimento e costumes e necessidades de adaptação para subsistência, assumiram características distintas. – Por ora dou uma pausa aqui. Este assunto nao encerra ainda. *Para saber mais, vocês estudiosos de academia (acadêmicos) podem e devem sair das rodas ou lugares clásssicos de discussão e desejada na camada social trabalhadora, sobretudo com as empresas de entretenimento Chic Show, Os Carlos, Eduardo’s, e nos salões de cabeleireiro e beleza no subsolo da galeria do rock, no centro de São Paulo-SP. As ideias, os conceitos académicos analizado restritamentes no seio da academia, gira sem evolução com se estivesse no núcleo de um buraco negro na expansão do universo: repete-se exatamente idêntico as ocorrências em cada ciclo, jamais evolui de estágio ou forma. É eterno. É uma zona viciada. – Meu nome: Nilton de Oliveira Martz. Facebook: e-mail: niltonmartz.nm@gmail.com

  47. Desculpem-me por alguns erros ou troca de palavras. Escrevi às pressas e não corrigi o texto antes de enviá-lo. Vi os erros depôs de lê-lo no site. Fiquei envergonhado. Mais uma vez: me perdoem.

  48. Tem mulher branca que ama os homens negros e sonham em se relacionar com um ou com muitos, e mesmo casar r ter filho(os). Algumas delas, (principalmente das classes média alta e alta) para não sofrerem discriminação ao se relacionar afetivamente com um homem negro, até para casamento, o seu desejo e sonho, para namorar e casar com homem branco e assim agradar ao desejos da sua família e dos racistas. Mas é infeliz ao longo da vida. Quando vê um homem negro que combina com seu gosto e paixão, atrai o seu olhar desejoso, e ela sonha e sofre por ter sido relizada a sua vontade… Portanto quando o homem negro adquire fama e dinheiro, a discriminação e a segregação racial contra ele diminui em muito. Ela, esta mulher branca que ama homem negro, percebe este fato: não sofreria com ele a discriminação, por ele ser mais aceito pela sociedade, se lança ao seu objetivo à oportunidade de relat o seu sonho: o de namorar e de se casar com um homem negro. Ela busca-o até consegue atraía-lo para si, e iniciar a união amorosa. Vê o caso do jogador de futebol Amaral? Ela descendente de japoneses, modelo proficional, rica, não necessitava do dinheiro dele. Ele não joga mais, no entanto estão juntos e bem casados. Ela o ama realmente. Se não, já o teria deixado há muito tempo e ido atrás de outro jogador branco, mais novo, mais rico e não auge. Ela poderia ter escolhido um cara branco na época. Nao podia? Com toda aquela beleza oriental… todo homem brasileiro SONHA em ter pelo menos ÚNICA VEZ em toda vida namorar uma “japonesa”. Ela tinha enorme chances com outros jogadores de futebol e principalmente os brancos desejados pela maioria das mulheres. Concordam ou. Não? Mas amou o Amaral. E muitos homens brancos têm inveja, e portanto flexívele todo seu veneno preconceituoso e racista sobre os .homens negros bem sucedidos e adotados pelas mulheres branca,s que os devoram, e afirmam que “OK” homem negro é homem com aparência de homem” musculosos por natureza, fortes, voz mais grave do que a dos homens brancos, mais viril e perdoe (do jeito que elas gostam de serem pegadas e amadas por um homem). Elas assim dizem. Sou negro, é para saber, perguntei tudo às mulheres brancas que preferem e gostam de negros: o porquê. Tudo o que escrevi tem base nos dizeres delas. Este fato incomodam muitos brancos. Mulheres brancas me dão bola aos montes, e no entanto, sou pobre e não sou famoso.

  49. O HOMEM SURGIU NA ÁFRICA, PORTANTO OS BRANCOS SÃO DESCENDENTES DOS NEGROS AFRICANOS: TÊM RAIZ GENÉTICA NA ÁFRICA. Aceitem ou não. As ciencias antropológicas, geológicas e a de engenharia genética encontram no continente africano os vestigios mais antigos deixados pelo homem. A confirmação das primeiras descobertas há muitas décadas, se faz mai patentes com o avanço dos métodos científicos de investigação e análise dos achados nos sítios arqueológicos em todo o planeta. Alguém de vocês que batem na tecla do racismo insistentemente alguma vez leu ou viu e ouviu sobre este assunto: “A origem do homem”? Se não, ainda, DEVERIAM, para ficarem melhor informado, antes de formarem opiniões antecipada à verdade. Nao neguem a vossa origem primária. Pesquisas sobre o DNA MITOCONDRIAL e terão uma base concreta, científica para uma dedução mais sábia. Sou negro, descendo de um bobô alemão e uma vovó africana. Ele figiu da guerra na Alemanha no início dos anos 1900 indo refugiar-se na ÁFRICA ( não tenho mais dados, como o país em que ele se instalou). Lá se casou e vieram ao Brasil morar Santa Catarina, e depois se fixaram na caital paulista, na Freguesia do Ó, onde hoje estão os bairros Jd. Iracema e Cruz das Almas, que abrangia suas terras, o alemão Guilherme Martz. Voltando ao assunto: se o HOMEM sapiens após deixar a África se diversficou quanto a etnia em redor da terra, cada grupo com suas características distintas, como ainda, ou, porque existem negros de pois de milênios m seu estado primário? Nem todos os homens deixaram o continente à partir para novas terras. O êxodo foi parcial. Assim, os que permaneceram nao sofreram mudanças significativas. Mantém o genótipo original da espécie. Observe que sistem grupos isolados no continente africano que vive em um sistema de subsistência muito primitivo, costume que o remete a um longo período da pré história. Estamos na era da informática. Reflita. Os que saíram da África sofreram mutações genéticas, assumindo características de acordo com o ambiente em que foram viver. A mudanças ocorreram no decorrer de milhares de anos. Cientistas branco, uníssonos, fazem estas afirmações em trabalhos realizados a mais de dois séculos de exaustivas investigações e experimentos. Por que o homo sapiens sobreviveu e o homem de Neanderthal e outros hominídios desapareceram, sendo todos eles extintos? Lembram da passagem da que fala do dilúvio, do qual somente uma família foi salva, e picos animais da flora de toda a região? Tanto o homem de Neanderthal, os hominídios e outras espécies de animais desapareceram neste período da grande inundação. Os geológos, co seus cálculos baseados na sedimentação do solo, em suas muitas camadas com propriedades distintas, indicando certos períodos de ocorrências climatológicas e geológicas, e as movimentações tectônicas, lhes fornecem pistas e possibilitam datar eventos naturais, com uma aproximação temporal confiável. Antropólogos, geológos, teólogos, e geneticistas, em estudo separados, chegaram a uma mesma datação

  50. O que eu escrevi acima tem a ver com racismo? Resposta: tudo. A existência do homem na terra, sua origem, movimentação e migração através dos continentes, as organizações e agrupamentos, suas formações culturais socais e políticas, é História. Portanto, quem quiser falar de RACISMO defendendo ou repudiando, faça com m conhecimento histórico mais profundo, estudando sobre a ORIGEM de tudo o que se refere ou se atribui ao tema para não discutíl-lo na superficialidade, com conceitos e premissas sem raiz ou amparo científico. Um debate assim, com ideias pré concebidas, sem base sólidas para a sua legitimação, tende a gerar outras ideias idem, também sem o raspando da Ciência. Os cientistas se empenham assiduamente nas questões que isaura, vão às assembléias expor e trocar informações com seus colegas de ofício de sua e de outras áreas e correntes acadêmicas da Enciclopédia humana. OK?

  51. Algumas mulheres brancas, por se achar numa posição relativamente “superior” em relação aohomem negro, pensam que podem manipula-lo mais facilmente do que manipulariam um branco, e é isso que explica a preferência de muitas delas por negros. Eu mesmo tenho um primo que se casou por interesse com uma mulher branca que, apesar de não ser rica, é de uma família com situação financeira muito boa mesmo. Na minha família todos sabem que ele se casou por interesse, mas ela pensa que o meu primo é apaixonadão por ela. O mais engraçado é que ela manda e desmanda nele, e ele aceita tudinho pra não perder a vida boa que conseguiu .Até ser xingado na frente de outras pessoas.

  52. Que vergonha desses seres humanos que se deixam levar por esteriótipos criados por uma sociedade com valores invertidos, desde quando a cor de uma mulher influência no sucesso de um homem, o negro que busca em uma mulher branca uma forma de retirar de si a sua essência merece ao menos o meu desprezo, a cor da pele é um estimulo ao sucesso e não para marcara-lá, por isso não gosto de ver casais assim pois se nota que não há uma relação de verdade, pois esses relacionamentos são mantidos por aparência e para agradar pessoas que nem fazem parte de nossas vidas, se meu negão me troca por uma loira eu mato ele..ele nem é louco de larga uma administradora de empresas, negra de 32 anos bem sucedida por esse tipo de mulher que só almeja algo por interesse.

  53. eu estou sempre acompanhando eu sempre gostei de negros sou branca de cabelos pretos cacheados com liso bem grande corpao sempre gostei, de negros porque eh mais carinhosos mais difiçil de fazer uma garota sofrer . dar flores etc eh mais atençiosos mas no meu ultimo relaçionamento meu ex tia 35 eu 24 ele nao queria a separaçao brigamos que ele ate quebrou meu nariz .hoje estou recuperando ele com um destino ruim .

  54. Tem música que fala sobre isso?
    Tem sim. “Não sigo exemplo torto” do Facção X

  55. A Mulher Branca é como o “Lions International”. O “Lions” tem por lema, “fazer o bem sem olhar a quem” e a Mulher Branca, dar a “greta” sem olhar a quem. Já era tempo de simbolicamente a Mulher Branca receber um “Nobel da Paz” pelo seu activismo em prol da união/fusão dos povos.

    A “carne branca” para além de mais fina, logo indicada para palatos mais finos, é de outra digeribilidade para o estômago e com menores impactos adversos a longo prazo para a saúde. E hoje, ao contrário do que sempre aconteceu, para além de ser um produto de melhor qualidade, é também o produto mais barato no mercado [isto é o que é novo]. É o produto que se vende a menor preço, seja para que cliente for. Mas meus amigos, é aproveitar, pois pelo dito antes, a mulher verdadeiramente branca é como o peixe selvagem no mar, é aproveitar consumir hoje, porque não passarão muitas décadas até que se extinga e só se tenha acesso a fraco produto longinquamente parecido. E voilá, bon appetit!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 153 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: