Publicado por: JotaAntunes | 18 dezembro 2010

Banco Itaú – Procrastinação +Assédio Processual = Uma vergonha contra os ex- funcionários do BANERJ


justic3a7a

“A Justiça é lenta porque ela trabalha em cima de uma legislação que mais premia a procrastinação, de modo a facilitar a vida, por exemplo, dos maiorais de um Estado, que sempre têm direito a prazo em dobro, enquanto o cidadão tem direito a prazo seco. Aqueles que podem contratar os melhores advogados também levam vantagem porque a legislação facilita muitos recursos.

A Justiça é lenta porque nós temos processos demais e juízes de menos.”

Nome: Pólo Ativo: SIND EMPREGADOS DOS ESTAB BANCARIOS
Pólo Passivo: BANCO ITAU SA
Numeração Única: 0061800-76.1994.5.01.0037

Atualizações
15/12/2010 – PROTOCOLIZADA PETIÇÃO.
Descrição: com Impugnação aos cálculos.
Parte: Autor.
Nome: SIND EMPREGADOS DOS ESTAB (…)
Atualizações
16/12/2010 – COMPROVADO O DEPOSITO JUDICIAL.
Tipo: Judicial.
Nº da Guia: 042049183959.
Valor: R$ 10.000,00. (Pagamento ao Perito Judicial)
15/12/2010 – Recebidos os Autos.
29/09/2009 – Recebidos os Autos.
Devolução da Carga efetuada pelo Advogado do Autor no (a) 037VT/RJ.
– RTOrd – redistribuído para 37a Vara do Trabalho do Rio de Janeiro com número 00618-1994-037-01-00-0
Data: 22/09/2009.
Número: 2009000001299518. Seção de Protocolo de 1ª Instância
02/06/2006 Alvará encaminhado ao banco 37a Vara do Trabalho do Rio de Janeiro 31/05/2006 Alvará 0501/06 R$ 39.955.295,36 BB

“Praticou a ré ‘assédio processual’, uma das muitas classes em que se pode dividir o assédio moral. Denomino assédio processual a procrastinação por uma das partes no andamento de processo, em qualquer uma de suas fases, negando-se a cumprir decisões judiciais, amparando-se ou não em norma processual, para interpor recursos, agravos, embargos, requerimentos de provas, petições despropositadas, procedendo de modo temerário e provocando incidentes manifestamente infundados, tudo objetivando obstaculizar a entrega da prestação jurisdicional à parte contrária.” (Mylene Pereira Ramos, Juíza Federal, da 63ª Vara do Trabalho, da Seção Judiciária da Comarca de São Paulo, in processo nº 02784200406302004) (grifos e destaque não no original).
Brilhante, sob todos os aspectos, a sentença proferida pela Excelentíssima Juíza do Trabalho – Dra. Mylene Pereira Ramos, em ação trabalhista proposta por reclamante, contra grande instituição financeira, no processo nº 02784200406302004.
“Durante 15 (quinze) anos, ex-empregado de grande instituição financeira, batalhou na Justiça do Trabalho, contra o ex-empregador, visando o cumprimento de acordo judicial celebrado, noutra reclamação trabalhista.”

Enquanto isso, aqui no Rio de Janeiro os banqueiros paulista donos do Banco Itaú por intermédio do brilhante Dr. Bosisio, useiro e vezeiro em tais práticas trabalhistas procrastinatórias leva o processo para mais um ano de amargura e expectativas.
Simplesmente LAMENTÁVEL

Anúncios

Responses

  1. Realmente uma vergonha.

    Gostaria de saber o q nossos baluartes companheiros tem a dizer a respeito.

    Companheiros ou ex- companheiros diretores do nosso ex- sindicato.

  2. Uma verdadeira sacanagem .

    Não existe um outro termo

    • Concordo totalmente!

  3. Bom texto, ótima visão sindical.
    Penso que, se existissem ainda companheiros como do passado, faríamos uma manifestação na porta do Banco Itaú e no TRT.
    Infelizmente, uma parcela dos ex- funcionários estão apáticos com toda sua revolta.
    Porém, não desanime meu irmão.
    Pelo menos você esta fazendo a sua parte, graças ao advento da internet as pessoas estão lendo e repassando não somente para as autoridades como também aos parlamentares e a mídia está de olho aos protestos verdadeiros como é o seu.

    Recordemos a fábula do beija flor.

    “Fábula utilizada por Betinho como metáfora de solidariedade”
    Houve um incêndio na floresta e enquanto todos os bichos corriam apavorados, um pequeno beija-flor ia do rio para o incêndio levando gotinhas de água em seu bico.
    O leão, vendo aquilo, perguntou para o beija-flor:
    “Ô beija-flor, você acha que vai conseguir apagar o incêndio sozinho?”
    E o beija-flor respondeu:

    “Eu não sei se vou conseguir, mas estou fazendo a minha parte”.

  4. Esta é a nossa justiça!

  5. Caro compeheiro José Antunes,

    Que seu nome esteja sempre escrito no LIVRO DA VIDA.
    Sua luta não pode ser em vão.
    Um dia algulguma autoridade vai ler seus textos.
    Acredite pois nisso.
    Reportamendo-me ao que escreveu o Luiz Gomes ““Ô beija-flor, você acha que vai conseguir apagar o incêndio sozinho?”

    “E o beija-flor respondeu: ”

    “Eu não sei se vou conseguir, mas estou fazendo a minha parte”.
    Mesmo criticado por alguns, acredito piamente que o compenheiro esta fazendo sua parte.
    FEliz Natal meu velho !
    Feliz Novo ano.
    Parabéns por sua coragem de usar a internet para ofazer seu protesto solitário.

  6. Caro amigo, também me encontro nessa batalha. Trabalhei nesta “grande intituição chamada de banco Itaú” por 10 anos, até que em fevereiro de 2010 fui demitida GRÁVIDA DE 8 MESES, e com alegação de “justa causa”.Ainda aguardo a 1ºaudiencia de instruçao que só acontecera em 2012, desempregada e com 2 filhos para criar. Mas tenho certeza de que a justiça será feita, isso não pode ficar impune, somos seres humanos e não cifras.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: