Publicado por: JotaAntunes | 7 junho 2011

REFLEXÃO – “No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras que vão te odiar pelo mesmo motivo.”


Imagem:Internet

O PODER DA LÍNGUA

Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho acabou sendo preso.

Algum tempo depois, descobriram que o rapaz era inocente, ele foi solto, e, após muita humilhação resolveu processar seu vizinho (o caluniador).

No tribunal, o caluniador disse ao juiz:

– Comentários não causam tanto mal…

E o juiz respondeu:
– Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel, depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa e amanhã volte para ouvir a sentença!

O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse:

– Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem!

– Não posso fazer isso, meritíssimo! – respondeu o homem – o vento deve tê-los espalhados por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão!

Ao que o juiz respondeu:

– Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir a honra de um homem, espalha-se a ponto de não podermos consertar o mal causado; se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada!

Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos escravos de nossas palavras.

No mundo sempre existirão
pessoas que vão te amar pelo que você é,
e outras que vão te odiar pelo mesmo motivo.

TEXTO BÍBLICO: Tiago 3.6-10

6 E a língua é uma chama de fogo. Está cheia de maldade e envenena todos os membros do corpo. E é o próprio inferno que ateia fogo à língua, que pode transformar toda a nossa vida numa chama ardente de destruição e desastre.
7 Os homens têm domesticado , ou podem domesticar, qualquer espécie de animal ou ave que tem vida, e qualquer espécie de serpente e de peixe, 8 mas nenhum ser humano pode domar a língua. Ela está sempre pronta a expelir seu veneno mortífero. 9 Umas vezes, a língua dá louvores ao nosso Pai Celestial, e outras ela rompe em maldições contra os homens que são feitos à semelhança de Deus. 10 E assim a bênção e a maldição vêm brotando da mesma boca. Queridos irmãos, é evidente que isso não está certo! 11 Uma fonte d’água jorra água doce e depois amarga? 12 Podem-se colher azeitonas de uma figueira, ou figos de uma parreira? Não, e não se pode tampouco tirar água doce de um poço salgado. (BV)

6 A língua também é um fogo; sim, a língua, como um mundo de maldade, colocada entre os membros do nosso corpo, contamina todo o corpo e põe em chamas o curso de nossa existência, sendo por sua vez posta em chamas pelo inferno.
7 Pois toda espécie de feras, aves, répteis e animais marinhos doma-se e tem sido domada pelo gênero humano.
8 Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode conter; está cheia de veneno mortal.
9 Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 Da mesma boca procedem benção e maldição. Meus irmãos, isso não deve ser assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: