Publicado por: JotaAntunes | 18 março 2012

Drº FERNANDO ANTONIO DE ALMEIDA – O EXEMPLO DE UM LUTADOR-




Tomará posse nessa Segunda-Feira dia 19/03/2011 perante o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

“Todo o bom magistrado tem muito de heróico em si mesmo, na pureza imaculada e na plácida rigidez, que a nada se dobre, e de nada se tema, senão da outra justiça, assente, cá em baixo, na consciência das nações, e culminante, lá em cima, no juízo divino”

(Rui Barbosa)

FERNANDO ANTONIO DE ALMEIDA
Após a morte do seu pai, quando o mesmo tinha sete (7) anos, sua mãe veio morar na Cidade do Rio de Janeiro, indo morar em uma casa alugada, no bairro de Botafogo. Com cinco irmãos, foi trabalhar com a irmã mais velha numa pensão em Copacabana.

Somente aos 12 anos de idade começou a ser alfabetizado, quando foi internado em uma Escola Federal para menores carentes em Santa Cruz (Escola dos Lavradores e Vaqueiros Presidente Vargas). Aos 15 anos, foi obrigado interromper seus estudos, quando ainda cursava o primeiro ano do Ginasial, começando a vida de trabalhador como estofador, profissão que aprendeu no Colégio Interno.

Durante dois anos, trabalhou em ruas de Botafogo e Humaitá, até que com um dinheiro guardado em uma caderneta de poupança, comprou em sociedade uma banca de jornal. Acordava às 3 horas da madrugada, para receber e separar os jornais e revistas na Rua do Riachuelo. Nessa época ganhou uma bolsa de estudos no Curso Wakigawa, onde terminou o supletivo dos ensinos fundamental e médio.

Ingressou em um curso de pré-vestibular e aos 25 anos conseguiu um Crédito Educativo, ingressando então na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC – Rio onde se bacharelou no curso de Direito.

Aos 30 anos, já advogado, uma grande virada em sua vida, pois se transforma em um advogado militante. No entanto, mesmo advogando, ainda mantinha sua banca de jornal na finalidade de complementação de renda.

Em 1987, Fernando, através de concurso público, ingressa na magistratura, superando enormes dificuldades. Em 1988, tomou posse como JUIZ DE DIREITO.

Foi titular nas comarcas de Paraíba do Sul, Resende, Nova Iguaçu, e finalmente na 6ª Vara Cível Duque de Caxias e 3ª Vara Criminal.

Mestre em Direito Penal, ex-professor titular da Universidade Veiga de Almeida – UVA e ex-Diretor da Cadeira de Direito do Centro Universitário Augusto Motta – UNISUAM.

Fernando de Almeida é pai de três filhos: Fabrício, Felipe e Matheus. Fernando de Almeida é casado com a criminalista Sandra Regina de Almeida, membro ativa da Comunidade Evangélica da Zona Sul – Igreja da Barra da Tijuca.

Nota do blogueiro
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm.Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma (I Coríntios 6, 12).
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. I Coríntios 10, 23
Paulo de Tarso

Anúncios

Responses

  1. Parabéns


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: