Publicado por: JotaAntunes | 10 julho 2013

MARTA SUPLICY QUER APOIO DE MINISTÉRIOS PARA PROJETOS DE COMUNIDADES NEGRAS


0001
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, vai procurar os ministros da Educação, Aloizio Mercadante; e do Trabalho, Manoel Dias, para organizar um encontro, em Brasília, com lideranças do movimento negro. A intenção da ministra é discutir políticas para a comunidade negra que possam ser desenvolvidas pelas três pastas. ‘Para que assim como a Cultura fez essa reunião, eles possam ouvir as comunidades negras nas suas respectivas áreas e ver o que pode ser feito para as comunidades terem maior inserção social’, explicou.
Imagem 072
Imagem 057

A decisão de Marta Suplicy foi tomada durante um debate de quase duas horas com lideranças do movimento, artistas e agentes culturais nessa terça-feira (9) no auditório do Centro Cultural Banco do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. A ministra orientou as lideranças que apresentem demandas concretas. ‘Todos têm demandas, mas basta focar e ter alguma coisa estruturada’, disse.

No encontro, a ministra acertou, ainda, analisar os patrocínios de todas as estatais para verificar como os recursos estão sendo aplicados e qual a parcela destinada a projetos culturais da comunidade afros descendente. Ela explicou que a idéia surgiu durante uma reunião na Petrobras em que ela participou nesta terça-feira. Marta Suplicy prometeu ainda adotar o sistema de cotas na distribuição dos recursos.

‘O ministério está pensando em fazer um levantamento dos investimentos de todas as estatais na área da cultura, por que cada uma investe no que acha e de repente nós conseguimos ter uma política de Estado da Cultura. Esta foi uma orientação da presidenta Dilma e, agora, acho que chegou o momento de chamar as estatais e ter uma conversa, primeiro, no que para eles é importante, depois no que nós podemos unificar como política de Estado e aí veio a demanda de que eles gostariam de ter uma inserção grande de cota para questão de cultura negra. Acho que neste modelo nós acreditamos poder fazer. Já fazemos os editais, agora vamos poder pensar nesta nova situação’, disse.

Durante os debates, a ministra ouviu propostas e pedido de respeito às tradições da comunidade negra. Uma delas foi em relação aos terreiros de candomblé, que sofrem violações por questões religiosas e também ações da bancada evangélica contra as manifestações de cultura negra. A ministra respondeu que os terreiros têm que ser fortalecidos como entidades. Na área política, Marta Suplicy adiantou que o ministério está buscando o andamento de vários projetos que estão em tramitação no Congresso. ‘Tem várias coisas no Congresso que a gente vai trabalhar que sabe que afeta toda a Cultura, mas a comunidade negra em especial’, informou.

A baiana Beatriz Moreira Costa, a Mãe Beata de Yemanjá, do terreiro Ilê Omi Oju Aro, em Nova Iguaçu, abriu os debates. Ela concordou com o fortalecimento dos terreiros para evitar a discriminação religiosa. ‘Precisamos de mais união. Ninguém sabe mais do que ninguém. A gente nasce aprendendo e morre aprendendo. Todos nós somos irmãos. A gente só cobra respeito quando a gente dá respeito. É isso que devemos fazer. Isso chamasse fortalecimento. Empoderamento é assim. É você dizer eu sou e não ter medo de dizer, eu sou do Candomblé. Sou negra. Sou yalorixá, sou mãe de santo’, no fim da apresentação da proposta dela, Mãe Beata entoou um canto a Oxalá e foi seguida por toda a platéia.
Imagem 044
A situação dos editais de projetos culturais que tiveram a suspensão determinada por um juiz da 5ª Vara da Seção Judiciária do Maranhão foi outro tema discutido no encontro. A Justiça Federal decidiu dar continuidade aos editais, mas o pagamento dos prêmios permanece suspenso até o julgamento final do processo. De acordo com informações da Advocacia-Geral da União (AGU), transmitidas no encontro, isso deve ocorrer em agosto. Se o processo não andar, a intenção é fazer uma reunião com desembargadores para analisar o que poderá ser feito para resolver a situação.
Imagem 054

A ministra saiu satisfeita com os resultados da reunião. ‘Foi muito dinâmica, muito viva, muito clara na questão de maior participação e respeito às comunidades negras na área da Cultura. Tirei duas possibilidades concretas que podemos incrementa’, avaliou.

Agência Brasil

Anúncios

Responses

  1. O encontro foi produtivo ,precisamos provocar mais alguns com diversas áreas do governo .Entretanto senti a necessidade de um foco maior nas demandas , ainda tivemos o desprazer de escutar falas mostrando que o que eu faço e como faço e nao vislumbrando as necessidades do nosso coletivo .A mudança de estrutura dos órgãos que analisam os editais teria sido uma coisa fundamental e da alçada da ministra.Falaram sobre problemas em bailes em comunidades com UPP,assunto da esfera Estadual.Falaram sobre nao sabermos confeccionar projetos o que nao e verdade ,temos escolas e cursos gratuitos que promovem esta formação.
    Avançamos e podemos fazer muito mais .
    Vamos nessa! Axe

  2. Salve Jota, este texto é da agência Brasil ou seu?

    • Coloquei bem visível a FONTE …
      Luz graça e paz…

  3. […] https://abocalivre.wordpress.com/2013/07/10/marta-suplicy-quer-apoio-de-ministerios-para-projetos-de-… […]

  4. Adorei o evento, a matéria bem como todas suas fotos.
    Sucesso


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: